Terça-feira, 5 de Setembro de 2006
Maio 2006 - Entrevista com José Carlos Malato

José Carlos Malato é realizador de rádio, apresentador de televisão e professor universitário. Nasceu a três de Julho de 1966 em Monforte no Alentejo. 

 Actualmente apresenta todos os dias, na RTP, o programa “Portugal no Coração” e o concurso “A Herança”.

 

 

 Quando é que começou a sua carreira na área da comunicação?

 Tinha 19 anos.

 Como foi o seu percurso profissional até chegar à televisão?

 Rádio A Tires Miramar, Oeiras, Rádio Comercial da Linha, Rádio Renascença (RR), RFM e SIC - logo no arranque.

 O que é que o levou a escolher esta área profissional?

 Puro acaso. Comecei, tomei-lhe o gosto e deixei o Hospital de S. José onde trabalhava.

 Passou da rádio para a televisão. Como é que foi de início, sempre se sentiu à vontade em frente às câmaras de televisão?

 Primeiro fui voz off e copywriter na SIC, fazia promoções. Depois fui convidado para ir para a RTP como redactor principal do departamento de auto promoção e só há quatro anos atrás o “Top +” e o “Portugal no Coração”.

 A projecção mediática que a televisão lhe deu incomoda-o?

 Sim, mas já sabia que estava incluída no pacote. Afinal já tenho 42 anos e tenho uma outra perspectiva da vida.

 A sua preferência, enquanto profissional, recai na rádio ou na televisão?

 Televisão, porque é mais completa em termos de comunicação.

 Qual é a sua opinião em relação à televisão que se faz em Portugal?

 Os fenómenos televisivos apresentam-se em vagas e seguem modelos internacionais. É  a globalização. A televisão que temos está intimamente relacionada com o mundo que temos.

 Onde é que se sente mais confortável, a apresentar o programa “Portugal no Coração” ou concursos?

  Nos dois, apesar de preferir o modelo de comunicação do “Portugal no Coração”.

 Durante cerca de dois anos apresentou o concurso “Um Contra Todos”, agora apresenta “A Herança”. Sente que neste momento é um dos apresentadores mais apreciados da televisão portuguesa?

 As pessoas gostam de mim e do meu trabalho e tenho tido bons resultados. Isso não quer dizer que sou dos mais apreciados. Sou apreciado.

 A sua boa disposição vem de alguma forma das suas origens alentejanas?

 Acho que sim. Da genética e também por ter consciência que sou um sortudo.

 E é sempre assim bem disposto, mesmo fora da rádio e dos ecrãs de televisão?

 Tenho os meus dias de melancolia, mas... normalmente sim.

 Quais são os seus passatempos?

 Pintar, apesar de ter pouco tempo.

 Para além de todos aqueles projectos em que actualmente está envolvido, há alguma coisa que ainda não tenha feito, mas tem grande vontade de fazer?

 Não. Eu deixo que as coisas venham ter comigo. Tem sido sempre assim. Nunca coloco as minhas metas para além do que a minha vista alcança.

 Em relação à casa onde trabalha (RTP), sente-se bem aí, ou se eventualmente surgir o convite de outra estação irá ponderar uma mudança?

 Adoro trabalhar na RTP, mas a vida tem-me ensinado a nunca dizer nunca.  



publicado por jornalpretonobranco às 17:18
link do post | comentar | favorito
|

3 comentários:
De Bolota a 5 de Setembro de 2006 às 23:40
Porque é que não lhe fizeram perguntas sobre comida? O raio do gordo só pensa e só fala em comida! Arre...
De certeza que esta entrevista foi feita à mesa, durante o almoço ou durante o jantar. Quantas horas durou?


De Psyco a 12 de Setembro de 2006 às 16:22
Continua assim Malato....és um "granda castiço"!!!!!!!!!!!!!!!!


De Rolo a 28 de Setembro de 2006 às 01:21
Continua assim Malato... não! Continua é assim Preto no Branco, que lhe deu a honra de aparecer nas suas páginas! :)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


posts recentes

Droga - Grande Tráfico

“É preciso rapidamente ap...

Soure sem casos de corrup...

Autarquia de Soure está e...

10 anos de rock

Destaques da edição de Ou...

Entrevista com Manuel Luí...

Preto no Branco - Um jorn...

Soure em festa

Destaques da edição de Se...

arquivos

Setembro 2007

Julho 2007

Maio 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds